31 de março de 2010

ORAÇÃO SACERDOTAL DE JESUS CRISTO POR SI E PELOS SEUS DISCÍPULOS

EVANGELHO DE SÃO JOÃO,17, 1-26

ORAÇÃO SACERDOTAL-JESUS CRISTO ORA POR SI E PELOS SEUS DISCÍPULOS

1Jesus levantando os olhos ao Céu, falou asim:
" Pai chegou a hora, glorifica o Teu Filho para que também o Teu Filho Te glorifique a Ti, 2 pois que Lhe deste poder sobre toda a criatura, para que dê a vida eterna a todos os que Lhe confiaste.3E a vida eterna consiste nisto-que Te conheçam a Ti, por único Deus verdadeiro e a Jesus Cristo a quem enviaste.
4 Glorifiquei-Te na terra, tendo consumado a obra que me deste a fazer. 5Agora, glorifica-me Tu, ó Pai, junto de Ti mesmo, com aquela glória que tinha conTigo, antes que o mundo existisse.
6" Manifestei o Teu nome aos homens que no mundo Me deste. Eram Teus, e, tu mos deste; eles agora guardam a Tua palavra.7 Agora sabem que tudo quanto me deste vem de Ti, 8 porque lhes dei as palavras que Tu Me deste e eles as receberam; reconheceram verdadeiramente que saí de Ti e creram que me enviaste.9 Eu rogo por eles; não por aqueles que me deste, porque são Teus. 10. E, Tudo o que é Meu é Teu, e o que é Teu é Meu; e neles sou glorificado.11 Já não estou no mundo, mas eles estão no mundo, enquanto Eu vou para junto de Ti.
Pai Santo, guarda em teu nome queles que me deste, para que sejam um, assim como Nós.
12-Enquanto estava com eles no mundo, guardava-os em Teu nome. Guardei aqueles que me deste e nenhum deles se perdeu, senão o filho da perdição; assim cumpriu-se a Escritura. 13 Mas agora vou para Ti e, ainda no mundo,digo isto para que tenham em si mesmos a plenitude da minha alegria.14 Dei-lhes a Tua palavra, e o mundo aborrece-os porque não são do mundo, assim como Eu não sou do mundo. 15Não peço que os tires do mundo, mas que os livres do mal. 16 Eles não são do mundo como eu não sou do mundo. 17 Santifica-os pela verdade. A Tua palavra é a Verdade. 18"Assim como Tu me enviaste ao mundo, também Eu os enviei ao mundo
19 Santifico-me por eles para que também eles sejam santificados pela verdade. 20 não rogo somente por eles, mas também por aqueles,que por sua palavra hão-de crer em Mim.21 Para que todos sejam um, assim como Tu Pai, estás em mim e eu emTi, para que também eles estejam em nós e o mundo creia que Te me enviaste. 22Dei-lhes a glória que me deste, para que sejam um como nós somos Um 23 Eu neles e Tu em Mim, para que sejam perfeitos na unidade e o mundo reconheça que me enviaste e os amaste como me amaste a mim. 24 Pai, quero que onde eu estou, estejam comigo aqueles que me deste, para que vejam a glória qe me concedeste, porque me amaste antes da criação do mundo.25 Pai justo, o mundo não Te conheceu, mas Eu conheci-Te, e estes sabem que Tu me enviaste.26 Manifestei~lhes o Teu nome, e ainda lhO hei-de manifestar, para que o Amor com que me amaste esteja neles, e Eu neles
(Jo;1-26)

MISTÉRIOS DOLOROSOS DO SANTO ROSÁRIO

1º MISTÉRIO-AGONIA DE JESUS NO MONTE DAS OLIVEIRAS
"ENTÃO APARECEU UM ANJO DO CÉU QUE O CONFORTOU. ENTRANDO EM AGONIA, REZAVA INCESSANTEMENTE. O SEU SUOR TORNOU-SE EM GOTAS DE SANGUE QUE CORRIAM ATÉ ÀTERRATENDO-SE LEVANTADO DA ORAÇÃO FOI TER COM OS DISCÍPULOS E ENCONTROU-OS A DORMIR POR CAUSA DA TRISTEZA(Lc22,43-45)
Quera eu ser como o anjo e saiba confortar Jesus na sua dolorosa paixão provocada pelas minhas iniquidades e do mundo inteiro.
2º MISTÉRIO-A FLAGELAÇÃO DE JESUS CRISTO AMARRADO À COLUNA
PILATOS VOLTOU A SAIR, FOI TER COM OS JUDEUS E DISSE-LHES"NÃO ENCONTRO NELE MOTIVO ALGUM PARA A SUA CONDENAÇÃO.
ORA É COSTUME QUE EU SOLTE PELA PÁSCOA UM PRISIONEIRO.QUERES POIS QUE SOLTE O REI DOS JUDEUS?
ENTÃO GRITARAM TODOS NOVAMENTE:" ESTE NÃO.,MAS BARRABÁS( ESTE ERA UM ASSASSINO).
PILATOS TOMOU A PALAVRA E MANDOU-O FLAGELAR(Jo18,38.40-19,1)

Saibamos pela vida, palavras e obras defender o Rei. Também os inocentes são maltratados como os nacituros, sem poder para se defenrem.
3º MISTÉRIO- JESUS É COROADO DE ESPINHOS
OS SOLDADOS TECERAM UMA COROA DE ESPINHOS QUE LHE PUSERAM SOBRE A CABEÇA, VESTIRAM-NO COM UM MANTO DE PÚRPURA, AGREDIRAM-NO DIZENDO-LHE:" SALVÉ ,REI DOS JUDEUS" E DAVAM-LHE BOFETADAS.
SAIU AINDA PILATOS OUTRA VEZ E DISSE"EIS QUE VO-LO TRAGO FORA, PARA QUE CONHEÇAIS QUE NÃO ENCONTRO CULPA NELE.
SAIU POIS JESUS COM A COROA DE ESPINHOS E O MANTO DE PÚRPURA. PILATOS DISSE-LHES#EIS AQUI O HOMEM"(Jo19,2-5)
Foi assim que pela última vez Jesus se apresentou em público. Ninguém dizia que era o Filho de Deus.
Ajudai-me, Senhor, a não julgar ninguém e a ver em todos somente o seu valor.
4º MISTÉRIO- JESUS A CAMINHO DO CALVÁRIO COM A CRUZ AOS OMBROS
DEPOIS DE O ESCARNECEREM, TIRARAM-LHE O MANTO, REVESTIRAM-NO COM OS SEUS VESTIDOSE LEVARAM-NO PARA O CRUCIFICAR.
AO SAÍREM, ENCONTRARAM UM HOMEM DE CIRENE, CHAMADO SIMÃO E OBRIGARAM-NO A AJUDAR JESUS A LEVAR A CRUZ(Mt 27,31-32)

Jesus ficou à mercê da maldade dos homens
Assim se faz na sociedade de hoje, ao lidar com os embriões perantea crueldade com que se desrrespeita a vida humana. Saibamos ser sempre defensores pela vida humana.Matar é contra
o mandamento da lei de Deus
5º MISTÉRIO- JESUS É CRUCIFICADO E MORRE PREGADO NA CRUZ
"AO PÉ DE JESUS, JUNTO À CRUZ, ESTAVAM SUA MÃE, A IRMÃ DE SUA MÃE, MARIA, MULHER DE CLEÓFAS, E MARIA MADALENA.
JESUS, VENDO SUA MÃE E, JUNTO DELA, O DISCÍPULO QUE AMAVA DISSE A SUA MÃE" MÃE, EIS AÍ O TEU FILHO", DEPOIS DISSE AO DISCÍPULO"EIS AÍ A TUA MÃE".
E DESDE AQUELA HORA, O DISCÍPULO RECEBEU-A EM SUA CASA.
EM SEGUIDA SABENDO JESUS QUE TUDO ESTAVA CONSUMADO DISSE:"TENHO SEDE"
HAVIA ALI UM VASO CHEIO DE VINAGRE. ENTÃO OS SOLDADOS , ENSOPANDO NO VINAGRE UMA ESPONJA E ATANDO-A A UMA CANA DE HISSOPO, CHEGARAM-LHA À BOCA.
JESUS TENDO TOMADO O VINAGRE, DISSE: " TUDO ESTÁ CONSUMADO".
DEPOIS INCLINANDO A CABEÇA, ENTREGOU O ESPÍRITO"(Jo,19,25-30)
Quase só morreu Jesus e o Seu coração terá notado a ausência dos Seus amigos. procuremos nós proclamar a Palavra e "Não tenhamos medo"

30 de março de 2010

VISITA DO SANTO PADRE A PORTUGAL

Do luto à festa
Celebrações e tradições religiosas nas ruas de Portugal levam os católicos da Semana Santa à Páscoa




Uma viagem para comunicar
Coro de 200 vozes e uma orquestra animam celebração de Lisboa
Aura Miguel fala no «Papa que não merecemos»
Cardeal-Patriarca diz que celebrar a Páscoa é «exigente»
Exposição recordará visitas papais a Fátima
Detalhes da visita papal dados a conhecer aos jornalistas
Papa ultrapassa fronteiras da Igreja
Bento XVI ajudará a repensar Portugal
Voo papal: Abertas inscrições para os jornalistas
Bento XVI visita os católicos de Portugal

Leiria: Serviço das Vocações promove encontro com animadores
Balasar recorda Beata Alexandrina
Barcelos: Festa das Cruzes integrada nas comemorações do 25 de Abril
Coro de 200 vozes e uma orquestra animam celebração de Lisboa
Business and Poverty - o papel social das empresas
UCP-Porto debate papel da comunidade cristã na economia
Via-Sacra ao vivo pela Misericórdia de Vila do Conde
«Acreditas que podem acontecer coisas impossíveis?»
Acabar com a Pobreza na diocese da Guarda
Associação de escolas católicas quer incluir o seu projecto educativo nas opções nacionais

Apelos ao diálogo entre Igreja e Governo na China
Sudário em público pela primeira vez desde 2000
Bento XVI pede novo humanismo em sociedades multiétnicas
Santa Sé contra ridicularização das convicções religiosas
Bispos escandinavos recebidos no Vaticano
Vaticano disponibiliza online documentos do período da II Guerra Mundial
UCP espera do Governo a mesma confiança da sociedade
Núncio visitou sede da Renascença
Para uma cultura da cordialidade
Comunicadores católicos escolhem melhor filme europeu 2009
Desemprego e fome são drama em Braga
Santa Sé nega «manto de silêncio» sobre caso de pedofilia nos EUA
25 anos com os jovens de todo o mundo
Voo papal: Abertas inscrições para os jornalistas


Programa definitivo da visita do Papa a Portugal
Bento XVI dirigirá mensagem pelos 50 anos do Santuário de Cristo Rei. No total, proferirá 12 intervenções

A Santa Sé divulgou esta Quinta-feira o programa definitivo da viagem “oficial e apostólica” do Papa a Portugal, que irá decorrer entre 11 e 14 de Maio.

Ao longo dos quatro dias de visita, Bento XVI vai fazer sete discursos, proferir três homilias, além de dirigir aos fiéis uma mensagem e uma saudação, de acordo com o programa oficial definitivo, nesta Quinta-feira anunciado pela Santa Sé.

Novidade no programa é a referência a uma Missa em privado, a celebrar na Capela da Nunciatura Apostólica na manhã do dia 12 de Maio, antes do Encontro com o Mundo da Cultura.

O Papa, refere o site oficial da visita (www.bentoxviportugal.pt) desloca-se ao nosso país “para assinalar o décimo aniversário da beatificação de Jacinta e Francisco Marto”.

Bento XVI terá encontros com as autoridades portuguesas, com os responsáveis da Igreja Católica em Portugal e celebra três missas ao ar livre em Lisboa, Fátima e Porto.

Em relação ao anterior programa, a versão definitiva, divulgada nesta Quinta-feira, Solenidade da Anunciação do Senhor, acrescenta as referências aos discursos a proferir por Bento XVI e indica que na Missa em Lisboa será dirigida uma Mensagem a propósito dos 50 anos do Santuário de Cristo Rei de Almada.

Refere ainda que em Fátima o Papa vai também dirigir uma saudação aos peregrinos.

O Papa vai proferir sete discursos: à chegada e à partida (11 e 14 de Maio); no Encontro com o Mundo da Cultura (12); na celebração das Vésperas e na Bênção das Velas em Fátima (ambas no dia 12) e nos encontros do dia 13 com os agentes da Pastoral Social e com os Bispos, igualmente em Fátima.


Programa

11 DE MAIO, TERÇA-FEIRA

Roma (Itália)

08h50 (hora local, menos uma em Lisboa) – Partida de avião do Aeroporto Internacional Leonardo da Vinci de Fumicino para Lisboa

Lisboa

11h00 – Chegada ao Aeroporto Internacional da Portela, Lisboa

Acolhimento oficial. Discurso do Santo Padre

12h45 – Cerimónia de boas‑vindas, frente ao Mosteiro dos Jerónimos. Breve visita ao Mosteiro dos Jerónimos

13h30 – Visita de cortesia ao Presidente da República, no Palácio de Belém

18h15 –Missa no Terreiro do Paço. Homilia do Santo Padre

Mensagem do Santo Padre comemorativa do 50.º aniversário da inauguração do Santuário de Cristo Rei de Almada

12 DE MAIO, QUARTA-FEIRA

07h30 –Missa, em privado, na Capela da Nunciatura Apostólica

10h00 – Encontro com o mundo da cultura, no Centro Cultural de Belém. Discurso do Santo Padre

12h00 – Encontro com o Primeiro Ministro, na Nunciatura Apostólica

15h45 – Despedida da Nunciatura Apostólica

16h40 – Partida de helicóptero do Aeroporto Internacional da Portela de Lisboa para Fátima

Fátima

17h10 – Chegada ao heliporto no grande parque do novo Estádio Municipal de Fátima

17h30 – Visita à Capelinha das Aparições. Oração do Santo Padre

18h00 – Celebração das Vésperas com sacerdotes, diáconos, religiosos/as, seminaristas e agentes de pastoral, na Igreja da Santíssima Trindade. Discurso do Santo Padre

21h30 – Bênção das velas, na Capelinha das Aparições. Discurso do Santo Padre. Oração do Rosário

13 DE MAIO, QUINTA-FEIRA

10h00 –Missa na esplanada do Santuário de Fátima. Homilia do Santo Padre.

Saudações

13h00 – Almoço com os Bispos de Portugal e com o Séquito Papal no Refeitório da Casa de Nossa Senhora do Carmo

17h00 – Encontro com as Organizações da Pastoral Social, na Igreja da SS.ma Trindade. Discurso do Santo Padre

18h45 – Encontro com os Bispos de Portugal no Salão da Casa de Nossa Senhora do Carmo. Discurso do Santo Padre

14 DE MAIO, SEXTA-FEIRA

08h00 – Despedida da Casa de Nossa Senhora do Carmo

08h40 – Partida de helicóptero do heliporto de Fátima para o Porto

Gaia

09h30 – Chegada ao heliporto do Quartel da Serra do Pilar

Porto

10h15 – Santa Missa na Avenida dos Aliados. Homilia do Santo Padre

13h30 – Cerimónia de despedida no Aeroporto Internacional Sá Carneiro do Porto. Discurso do Santo Padre

14h00 – Partida de avião do Porto para Roma

Roma (Itália)

18h00 – Chegada ao Aeroporto de Ciampino

29 de março de 2010

DISSE NOSSA SENHORA EM FÁTIMA

"VÃO MUITAS ALMAS
PARA O INFERNO
POR NÃO HAVER
QUEM REZE
POR ELAS"


" REZEM O TERÇO
TODOS OS DIAS
PELA CONVERSÃO
DOS PECADORES."

EVANGELHO DE SÃO JOÂO,12, 1-11

ACLAMAÇÃO ANTES DO EVANGELHO
Refrão: Louvor e glória a Vós, Jesus Cristo, Senhor.
Repete-se
Salve, Senhor, nosso Rei;
só Vós tivestes piedade dos nossos erros. Refrão

EVANGELHO Jo 12, 1-11
«Deixa-a em paz:
ela tinha guardado o perfume para o dia da minha sepultura»

A leitura situa-nos exactamente no dia de hoje, falando à maneira judaica: seis dias antes da Páscoa. O ambiente da casa dos três irmãos, amigos de Jesus, é todo de amizade, mas também de pressentimento da morte. No entanto, tudo respira imensa paz, a paz do Mistério Pascal. O gesto de Maria manifesta o amor pelo Mestre, que dá a vida pelos homens. Ao contrário, a interpretação de Judas é cheia de ódio mal disfarçado.

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João
Seis dias antes da Páscoa, Jesus foi a Betânia, onde vivia Lázaro, que Ele tinha ressuscitado dos mortos. Ofereceram-Lhe lá um jantar: Marta andava a servir e Lázaro era um dos que estavam à mesa com Jesus. Então Maria tomou uma libra de perfume de nardo puro, de alto preço, ungiu os pés de Jesus e enxugou-Lhos com os cabelos; e a casa encheu-se com o perfume do bálsamo. Disse então Judas Iscariotes, um dos discípulos, aquele que havia de entregar Jesus: «Porque não se vendeu este perfume por trezentos denários, para dar aos pobres?» Disse isto, não porque se importava com os pobres, mas porque era ladrão e, tendo a bolsa comum, tirava o que nela se lançava. Jesus respondeu-lhe: «Deixa-a em paz: ela tinha guardado o perfume para o dia da minha sepultura. Pobres, sempre os tereis convosco; mas a Mim, nem sempre Me tereis». Soube então grande número de judeus que Jesus Se encontrava ali e vieram, não só por causa de Jesus, mas também para verem Lázaro, que Ele tinha ressuscitado dos mortos. Entretanto, os príncipes dos sacerdotes resolveram matar também Lázaro, porque muitos judeus, por causa dele, se afastavam e acreditavam em Jesus.
Palavra da salvação

28 de março de 2010

SALMO 109-SALMO DA ESPERANÇA

PRECE CONTRA OS INIMIGOS

Este salmo individual de súplica toma como motivo acusações infundadas de pessoas que lhe pagam o bem com o mal (v.2-5). Os v.6-8 contêm a reacção quase primária contra os referidos ataques, invocando castigos contra os seus inimigos. Estes versículos são, ao mesmo tempo, exemplo de imprecações feitas em elevado estilo literário. Nos v.21-31 o salmista atinge a serenidade de uma oração que exprime a sua confiança em Deus.




1Ao director do coro. De David. Salmo.
Ó Deus, a quem eu louvo,
não fiques em silêncio.
2Pois abriram a boca contra mim,
com fraudes e traições,
e falaram de mim com linguagem mentirosa.
3Cercam-me com palavras de ódio,
atacam-me sem razão.
4Em paga do meu amor, acusam-me;
mas eu entrego-me à oração.
5Pagam-me o bem com o mal,
o amor com o ódio.
6Eles dizem: «Suscita contra ele um homem mau
e à sua direita esteja um acusador.
7Quando for julgado, saia condenado,
e, na sua apelação, resulte incriminado.
8Sejam abreviados os seus dias
e outro ocupe o seu lugar.
9Que os seus filhos fiquem órfãos
e a sua mulher fique viúva!
10Que os seus filhos andem errantes a mendigar
e sejam expulsos das suas casas em ruína.
11Que o credor lhe tire todos os seus haveres
e os estranhos lhe arrebatem o fruto do seu trabalho.
12Que ninguém tenha compaixão dele,
nem dos seus filhos órfãos.
13Que seja exterminada a sua descendência
e seja apagado o seu nome numa geração.
14Que o SENHOR conserve na sua lembrança
a culpa de seus pais
e jamais se apague o pecado de sua mãe.
15Que tais pecados estejam sempre presentes ao SENHOR
e que Ele faça desaparecer da terra a sua memória.
16Pois esse homem nunca pensou em usar de misericórdia,
mas perseguiu o pobre e o desvalido
e empurrou para a morte o aflito de coração.
17Amou a maldição: que ela caia sobre ele!
Desprezou a bênção: que ela o abandone!
18Revestiu-se da maldição como de um manto:
que ela penetre nas suas entranhas como água
e, como azeite, nos seus ossos;
19seja para ele como um vestido a envolvê-lo
e a apertá-lo como uma cinta.»
20Que o SENHOR castigue assim os meus caluniadores
e os que falam mal de mim.
21Mas Tu, SENHOR, meu Deus,
por amor do teu nome, ajuda-me.
Salva-me, pela tua bondade e misericórdia!
22Porque estou pobre e aflito,
e tenho o coração angustiado dentro de mim.
23Desfaleço como a sombra que declina;
vejo-me enxotado como um gafanhoto.
24Os meus joelhos vacilam de tanto jejuar
e o meu corpo definha de magreza.
25Tornei-me para eles objecto de desprezo;
ao verem-me, abanam a cabeça.
26Socorre-me, SENHOR, meu Deus;
salva-me, pela tua bondade.
27Para que saibam que és Tu o meu salvador,
que foste Tu, SENHOR, que assim fizeste.
28Eles poderão amaldiçoar-me, mas Tu abençoas-me.
Que os meus inimigos se cubram de confusão
e que o teu servo se regozije.
29Que os meus inimigos se encham de vergonha;
que a sua confusão os cubra como um manto.
30Agradecerei bem alto ao SENHOR
e louvá-lo-ei no meio da multidão.
31Porque Ele é o defensor do pobre;
salva-o dos que o querem condenar

ORAÇÃO DE VÉSPERAS

II Vésperas

V. Vinde, ó Deus em meu auxílio.
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Hino

Do Rei avança o estandarte,
fulge o mistério da Cruz,
onde por nós foi suspenso
o autor da vida, Jesus.

Do lado morto de Cristo,
ao golpe que lhe vibraram,
para lavar meu pecado
o sangue e água jorraram.

Árvore esplêndida e bela,
de rubra púrpura ornada,
de os santos membros tocar
digna só tu foste achada.

Ó Cruz feliz, dos teus braços
do mundo o preço pendeu;
balança foste do corpo
que ao duro inferno venceu.

Salve, ó altar, salve vítima,
eis que a vitória reluz:
a vida em ti fere a morte,
morte que à vida conduz.

Salve, ó cruz, doce esperança,
concede aos réus remissão;
dá-nos o fruto da graça,
que floresceu na Paixão.

Louvor a vós, ó Trindade,
fonte de todo perdão,
aos que na Cruz foram salvos,
dai a celeste mansão.

Salmodia

Ant. 1 Deus Pai exaltou à sua direita
o seu Cristo humilhado e esmagado.

Salmo 109(110),1-5.7

O Messias, Rei e Sacerdote
É preciso que ele reine, até que todos os seus inimigos estejam debaixo de seus pés (1Cor
15,25).

–1 Palavra do Senhor ao meu Senhor: *
'Assenta-te ao meu lado direito

– até que eu ponha os inimigos teus *
como escabelo por debaixo de teus pés!' –

=2 O Senhor estenderá desde Sião †
vosso cetro de poder, pois Ele diz: *
'Domina com vigor teus inimigos;

=3 tu és príncipe desde o dia em que nasceste; †
na glória e esplendor da santidade, *
como o orvalho, antes da aurora, eu te gerei!'

=4 Jurou o Senhor e manterá sua palavra: †
'Tu és sacerdote eternamente, *
segundo a ordem do rei Melquisedec!'

–5 À vossa destra está o Senhor, Ele vos diz: *
'No dia da ira esmagarás os reis da terra!
–7 Beberás água corrente no caminho, *
por iso seguirás de fronte erguida!'

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Deus Pai exaltou à sua direita
o seu Cristo humilhado e esmagado.

Ant. 2 Pelo sangue de Jesus, purificados,
sirvamos ao Deus vivo para sempre!

Salmo 113 B(115)

Louvor ao Deus verdadeiro
Vós vos convertestes, abandonando os falsos deuses, para servir ao Deus vivo e verdadeiro
(1Ts 1,9).

=1 Não a nós, ó Senhor, não a nós, †
ao vosso nome, porém, seja a glória, *
porque sois todo amor e verdade!
–2 Por que hão de dizer os pagãos: *
'Onde está o seu Deus, onde está?'

–3 É nos céus que está o nosso Deus, *
ele faz tudo aquilo que quer.
–4 São os deuses pagãos ouro e prata, *
todos eles são obras humanas. –

–5 Têm boca e não podem falar, *
têm olhos e não podem ver;
–6 têm nariz e não podem cheirar, *
tendo ouvidos, não podem ouvir.

=7 Têm mãos e não podem pegar, †
têm pés e não podem andar; *
nenhum som sua garganta produz.
–8 Como eles serão seus autores, *
que os fabricam e neles confiam.

–9 Confia, Israel, no Senhor. *
Ele é teu auxílio e escudo!
–10 Confia, Aarão, no Senhor. *
Ele é teu auxílio e escudo!
–11 Vós que o temeis, confiai no Senhor. *
Ele é vosso auxílio e escudo!

–12 O Senhor se recorda de nós, *
o Senhor abençoa seu povo.
– O Senhor abençoa Israel, *
o Senhor abençoa Aarão;

–13 abençoa aqueles que o temem, *
abençoa pequenos e grandes!
–14 O Senhor multiplique a vós todos, *
a vós todos, também vossos filhos!
–15 Abençoados sejais do Senhor, *
do Senhor que criou céu e terra!

–16 Os céus são os céus do Senhor, *
mas a terra ele deu para os homens.
–17 Não vos louvam os mortos, Senhor, *
nem aqueles que descem ao silêncio.
–18 Nós, os vivos, porém, bendizemos *
ao Senhor desde agora e nos séculos.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Pelo sangue de Jesus, purificados,
sirvamos ao Deus vivo para sempre!

Ant. 3 Carregou sobre si nossas culpas
em seu corpo no lenho da cruz,
para que, mortos aos nossos pecados,
na justiça de Deus nós vivamos.

Cântico 1Pd 2,21-24

A paixão voluntária de Cristo, Servo de Deus
=21 O Cristo por nós padeceu, †
deixou-nos o exemplo a seguir. *
Sigamos,portanto, seus passos!
–22 Pecado nenhum cometeu, *
nem houve engano em seus lábios.

(R. Por suas chagas nós fomos curados.)

=23 Insultado, ele não insultava; †
ao sofrer e ao ser maltratado, *
ele não ameaçava vingança;
– entregava, porém, sua causa *
Àquele que é justo juiz.

(R.)

–24 Carregou sobre si nossas culpas *
em seu corpo, no lenho da cruz,
= para que, mortos aos nossos pecados, †
na justiça de Deus nós vivamos. *
Por suas chagas nós fomos curados.

(R.)

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Carregou sobre si nossas culpas
em seu corpo no lenho da cruz,
para que, mortos aos nossos pecados,
na justiça de Deus nós vivamos.

Leitura breve At 13,26-30a

Irmãos, a nós foi enviada esta mensagem de salvação. Os habitantes de Jerusalém e seus chefes
não reconheceram a Jesus e, ao condená-lo, cumpriram as profecias que se lêem todos os
sábados. Embora não encontrassem nenhum motivo para a sua condenação, pediram a Pilatos
que fosse morto. Depois de realizarem tudo o que a Escritura diz a respeito de Jesus, eles o
tiraram da cruz e o colocaram num túmulo. Mas Deus o ressuscitou dos mortos.

Responsório breve

R. Nós vos bendizemos e adoramos,
* Ó Jesus, nosso Senhor. R. Nós vos.
V. Por vossa cruz vós redimistes este mundo. * Ó Jesus.
Glória ao Pai. R. Nós vos.

Cântico evangélico (MAGNIFICAT) Lc1,46-55

Ant. Salve, ó Cristo, nosso Rei, salve, ó Filho de Davi!
Anunciado dos profetas, Redentor da humanidade!

A alegria da alma no Senhor

–46 A minha alma engrandece ao Senhor *
47 e exulta meu espírito em Deus, meu Salvador;
–48 porque olhou para humildade de sua serva, *
doravante as gerações hão de chamar-me de bendita.

–49 O Poderoso fez em mim maravilhas *
e Santo é o seu nome!
–50 Seu amor para sempre se estende *
sobre aqueles que o temem;

–51 manifestou o poder de seu braço, *
dispersou os soberbos;
–52 derrubou os poderosos de seus tronos *
e elevou os humildes;

–53 saciou de bens os famintos, *
despediu os ricos sem nada.
–54 Acolheu Israel, seu servidor, *
fiel ao seu amor,

–55 como havia prometido a nossos pais, *
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Salve, ó Cristo, nosso Rei, salve, ó Filho de Davi!
Anunciado dos profetas, Redentor da humanidade!

Preces

Adoremos o Salvador do gênero humano, que subiu a Jerusalém para sofrer a Paixão e assim
entrar na glória; e peçamos com humildade:

R. Santificai, Senhor, o povo que remistes com vosso sangue!

Jesus, nosso Redentor, concedei que, pela penitência, nos associemos cada vez mais plenamente
à vossa Paixão,
– a fim de alcançarmos a glória da ressurreição. R.

Acolhei-nos sob a proteção de Maria,vossa Mãe, consoladora dos aflitos,
– para podermos confortar os tristes como mesmo auxílio que de vós recebemos. R.

Olhai para aqueles que por nossa culpa desfalecem no caminho;
– ajudai-os e corrigi-nos, para que prevaleçam a justiça e a caridade. R.

Senhor Jesus, que vos humilhastes na obediência até à morte e morte de cruz,
– ensinai-nos a ser obedientes e a sofrer com paciência. R.

(intenções livres)

Tornai os corpos de nossos irmãos e irmãs falecidos semelhantes à imagem do vosso corpo
glorioso,
– e fazei-nos dignos de participar um dia, com eles, da vossa glória. R.

Pai nosso...

Oração

Deus eterno e todo-poderoso, para dar aos seres humanos um exemplo de humildade, quisestes
que o nosso Salvador se fizesse homem e morresse na cruz. Concedei-nos aprender o
ensinamento da sua Paixão e ressuscitar com ele em sua glória. Por nosso Senhor Jesus Cristo,
vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora

O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.

CONTINUAÇÃO DO BLOGUE

Por razões técnicas o blog Flores no tempo continua neste link em baixo:

TESTEMUNHO DE FÉ E DE VIDA

(A IMAGEM QUE GOSTARIA DE COLOCAR SERIA
UM MUNDO QUE ME COMPROMETE E ME PROMETE
- MAS NÃO TENHO JÁ ESSA LIBERDADE)


Quem sou eu?

Filha de Deus
Desde toda a eternidade,
No maravilhoso conteúdo
Da criação.

Incorporada
No seio da Santa Igreja
E participante na sua Missão
Pelo santo Baptismo,

Vou-me purificando
Por sucessivas conversões
Procurando abandonar-me
À acçâo do Espírito Santo.
E AMOR misericordioso de Jesus.

Pelos sacramentos do Santo Crisma ,
Da santa Confissão ,
Da santa Eucaristia,
Sinto que as Forças
Se tornam visíveis ,
Disponibilizando
O interior,não obstante
As vacilações da Fé,
No prosseguir da caminhada.

................

Sei que tenho uma alma
Com vôos e olhos de águia,
Não obstante o meu NADA
Que o PAI ternamente traz nas mãos,
Querendo abarcar
Quanto sinto na carne:

....................

-A igreja do silêncio
Com milhares de seres humanos
Impedidos de professarem a sua FÉ ,
Mas que rezam de olhos fixos no céu ;
.......

-O descalabro que assola
Doentes e Utentes ,em lares abandonados ;
Presos maltratados ,
Sós, entregues a si mesmos ;
Tanta mulher prostituta
Em condições de angústia;
...............
Deficientes,
em situações degradantes ,
Sem que ninguém os socorra ;
...............
Homens e mulheres capazes
De transformar o mundo
Mas que a sociedade
Tenta abafar e rejeitar
Mediante a força do poder;
...............

Crianças sofríveis ,
Mas que ainda sorriem ,
Vítimas da droga,
Sida ,fome ,violência,
Escravidão ,comércio ,
Superstições ,abandono,
considerações egoístas
e vergonhosas de pedófilos .
....................
Crianças felizes
Mas sufocadas pelo ego industrializado
que tudo dão sem medir as consequências.

..................
-Jovens dum potencial elevado
Apanhados pelas malhas da droga ,
Sexualidade ,
Lazer superficial
Em cafés ,bares ,discotecas,
Recantos vazios de sentido construtor
Só para Matar o tempo.

.................
-Casais separados ,
Que perderam a razão do Amor…
Talvez porque nunca o aprofundaram
Na mística sacramental do santo Matrimónio .
E deixam os filhos em situações depressivas
............................
-Arautos do Evangelho
A tudo se expondo
Para difusão da mensagem
Que quer chegar a quantos
Desejam a Libertação ;
................................
-Coagidos e vítimas das guerras
Activas e passivas,
Sob a prepotência
Da soberba ,ódio e pedantismo,
Amarfanhando os direitos humanos
por hedonismo, materialismo,
e relativismo
.....................................

Seitas que adulteram
A verdadeira razão
Da vinda de Jesus Cristo à terra
Bem como a doutrina por Ele proclamada .

Mas , quem sou eu?

Felizmente,
Filha de Deus Pai ,
Muitas vezes ingrata
Perante esta dádiva ,
Com a certeza de que
Vivo com Cristo em mim.

Que crê na mudança ,
Na viragem dos corações
Mostrando o lado belo da VIDA,
Arrastando multidões,
Servilizando na construção da PAZ .

Que crê
Que todas estes sofreres pessoais
Encontram suavidade
Na oração em silêncio
Numa cordialidade ecuménica ,
Num partilhar monetário,
Num SERVIR todos os meus irmãos.
Que ainda se abeiram de mim.

-Crente,que por detrás
Dum coração impedernido,
Há sempre uma janela
Por onde entra a Luz,
Que regenera todos
(Deus conhece cada um pelo seu nome
Numa encantadora credibilidade)

-Crente na solidariedade
Com a Cruz dos outros,
Que me faz esquecer a minha.

-Crente que o ápice que sou,
Ainda menos que isso,
Pode volver um olhar divino
Sobre quantos caem no desespero .



-Crente na certeza
De que pela oração de súplica
O mundo se tornará melhor.
Através de um simples Sopro
Da misericórdia divina.

..................

-Crente na Esperança
Do Amor que prevalece,
Que tudo dá e faz
Para que todos regressem à Casa do Pai.
.......................

-Crente e confiante na Virgem Maria
Como Medianeira entre Deus e os Homens,
Numa protecção,
Muito especial ,nos perigos da Vida.
.....................
- Crente nos corações puros
Que agem como crianças,
Onde a cordialidade fraterna
Age por excelência.

......................

-Crente
Que no silêncio do desprezo e solidão,
Oferecido em sacrifício
E no FIAT de Maria,
Deus não terá tanto em conta
Os nossos pecados
Mas atenderá mais aos favores
Que pedimos para os outros.

.........................

- Crente na Pomba da Paz
Que cobrirá com suas asas
O todo criado por Deus
Quando a Humanidade
Conhecer o Dom da Bondade.
........................
- Crente, que num futuro próximo
Os montes e os vales se cobrirão
De frutos, pão abundante,
Calor humano, Alegria,
Bastando que o Ego
Se transforme em Caridade.

..................................

-Crente no poder das lágrimas
Quando saídas deste coração:
Umas vezes reparadoras,
Outras de súplica,
Outras sem explicação…
Mas sempre na presença
Dum Pai misericordioso
Sabedor do que vai cá dentro,
(Da abjecção, principalmente)

..................................

-Crente na mudança,
Num ensejo de Alegria,
Que se vai operando
Em cada alma
Que cresce no aprofundamento
Da Fé em Cristo, meu Salvador.

...................

- Crente na morte
Como passagem à outra margem
E na sua interligação
Do finito com a eternidade
Entre jorros de gratidão
Por voltar à casa do Pai.

- Crente em cada saudação,
Como uma presença de Vida,
E mensagem de luta:
“Bons dias; Olá? ; Até logo ;
Vá com Deus; Deus lhe pague!
Calma! Força! Não está só! Eu rezo.
Logo telefono…
Um abraço…um beijinho…
..........................
-Crente na ajuda divina
Que me acompanha
Em cada momento vital,
Me ajuda a ser o mais possível fiel
No vero arrependimento
De grande pecadora ,
Num contínuo afirmar
Do que penso no que escrevo…
Mesmo conhecendo a simplicidade
Que me é familiar e me acompanhará
Até aos fins dos meus dias ,
Após os quais espero a salvação.
..........................
Crente no santo Temor
Como sinal vinculador
Na minha confirmação de FÉ
Repetindo como S.Pedro
“ Eu sei que Tu és Cristo
Filho do Deus Vivo”
...................................
Com os pés bem assentes no chão
Enquanto peregrina na Terra
Onde sou responsável
POR TODOS OS MEUS ACTOS


de Maria do Rosário Guerra

MIGALHA

Vamos
caminhando
pelas
sendas
do
invisível,
mas
sempre
visionando
o
VENCEDOR

SIMPLESMENTE CREIO NÃO OBSTANTE AS PEDRAS NO CAMINHO

.....................cccccc..................
.....................cccccc..................
.....................cccccc..................
.............ccccccccccccccccc........
.............ccccccccccccccccc........
.....................cccccc....................
.....................cccccc....................
.....................cccccc.....................
.....................cccccc.....................



SIMPLESMENTE CREIO


VIVIFICANTE , o AUTOR da BONDADE
Numa acção directa do seu AMOR,
Vai espalhando a LUZ da CARIDADE
Aos remidos p’lo sangue REDENTOR.

A LIBERDADE humanada do SER
Paralela ao BEM e à VERDADE,
Na BÍBLIA SAGRADA do VIVER
É ÁGUA sublimando a VONTADE.

JESUS DIVINO, em comunidade,
Testemunhou o PAI às criaturas!…
ELE, o CAMINHO de SANTIDADE
É PORTA MESTRA das minhas Venturas.

Pai,a SARÇA ARDENTE,é ESPERANÇA,
É mistério de gratuítidade .
AUTOR, por JESUS,da NOVA ALIANÇA,
Vai doando o PERDÃO, em FRATERNIDADE.

Clareando, o dom do Discernimento
Move o coração por caminhos da PAZ.
No palmilhar agreste é alento.
No CRER , É GUIA ascendente, eficaz.

Paterno-maternal inatingível
Em extensão e hospitalidade…
DEUS ,ao tomar forma humana e audível
Quis santificar toda a humanidade,
No ecoar dum tempo, sem idade.

Pequenina sou e forte me auguro .
Quando me abro à mansidão
Do SANTO ESPÍRITO,SOPRO SEGURO.

Não passo de abjecção e pobreza.
Mas sei que neste vale passageiro
Sua presença é minha FORTALEZA
Nos ápices de purificação…

Nas duras procelas da rectidão
Pela via estreita ,ora procuro
A poente aurora sem horário
Numa FÉ aderente à simplicidade
Com que DEUS me criou e animou…
O meu Ser , se entrega em puridade
A QUEM tudo perdoa de coração…
Predispondo-me à REPARAÇÃO.

E neste encadear de amores…
Nada mais há, que permuta de flores.
O jardim verá o joio secar
Para o trigo,de oiro se ornar .

Tudo mudando, plainando ,quietando,
Ânsias do CÉU, num íntimo, CRIOU.

Silente , ora vou abandonando
A alma à ALMA ,LIO trinitário .

Embora saiba que indigna sou ,
A criança,entre ensejos de brincar ,
Deixa setear-se pelo SEU olhar .

Num labirinto que me faz sorrir ,
Viso a BOLA que me tenta agarrar ,
Para nunca mais me deixar fugir .

Só não sei… o porquê deste sentir,
Nem porque razão ainda estou
Neste mundo ,cá dentro ,a palpitar.

Mas sei que beijo o seu existir
Na cruz que, para mim, aprofundou
Com ELE, como CIRENEU,no agir …

Em mensagem de inútil, a SERVIR
Às portas que abriu para me DAR .

Com Maria , ternura no ajudar ,
Mesmo em noites,com neve a cair …
Por certo,não O irei desiludir!

Maria do Rosário Guerra
Seia,18-1-2007

27 de março de 2010

DESABAFO

///++++++++7`/`/`/`/``/`/`/´/´/´/´/´/´/´/´


No meio da angústia este beijo é bálsamo .
Vem a mim , Senhor,
e que não tenha outra libertação
que correr até junto de Ti,
onde me sinto segura e abandonada.
Tu és a Paz e o refúgio
das minhas inquietações.

ELEVAÇÃO DE BEATA ISABEL DA TRINDADE

........................ -,´#**^-"!>»'9/?'«
. ................................ ##/=!"**++^^º-ª.,<>?»
Elevação à Trindade

Ó meu Deus,
Trindade que eu adoro,
Ajudai-me a esquecer-me inteiramente
para me fixar em Vós, imóvel e pacífica
como se a minha alma
estivesse já na eternidade.
Que nada possa perturbar a minha paz,
nem fazer-me sair de Vós,
ó meu Imutável,
mas que cada minuto me faça penetrar mais
na profundidade do vosso Mistério.
Pacificai a minha alma, fazei nela o Vosso céu,
a Vossa morada querida
e o lugar do Vosso repouso.
Que eu nunca Vos deixe só,
mas que aí permaneça com todo o meu ser,
bem desperta na minha fé,
toda em adoração, toda entregue
à Vossa Acção criadora.

Ó meu Cristo amado,
crucificado por amor,
quereria ser uma esposa
para Vosso Coração,
quereria cobrir-Vos de glória,
quereria amar-Vos...
até morrer de amor!
Mas sinto a minha impotência
e peço-Vos
para me “revestir de Vós mesmo”,
para identificar a minha alma
com todos os movimentos da Vossa alma,
para submergir, invadindo-me,
e substituindo-Vos a mim,
para que a minha vida
não seja senão uma irradiação da Vossa Vida.
Vinde a mim como Adorador,
como Reparador,
e como Salvador.

Ó Verbo eterno,
Palavra do meu Deus,
quero passar a minha vida a escutar-Vos,
quero tornar-me inteiramente dócil,
para tudo aprender de Vós.
Depois, através de todas as noites,
de todos os vazios,
de todas as impotências,
quero fixar-Vos sempre
e permanecer sob a Vossa grande luz;
ó meu Astro amado, fascinai-me
para que eu não possa jamais sair
da Vossa irradiação.

Ó Fogo consumidor,
Espírito de amor,
“descei sobre mim”,
para que a minha alma se faça
como que uma encarnação do Verbo:
que eu seja para Ele
uma humanidade de acréscimo
na qual Ele remove todo o seu Mistério.
E Vós, ó Pai, debruçai-vos
sobre a vossa criatura,
“cobri-a com a vossa sombra”,
não vendo nela senão
o “Bem-Amado no qual puseste
todas as vossas complacências”.

Ó meus Três. Meu Tudo,
Minha Beatitude,
Solidão infinita,
mensidade onde me perco,
entrego-me a Vós
como uma presa.
Sepultai-Vos em mim
para que eu me sepulte em Vós,
enquanto espero ir contemplar
na vossa luz
o abismo das vossas grandezas.
[ Elevação à Trindade

- Bem-aventurada Isabel da Trindade

A PAIXÃO DE CRISTO SEGUNDO RATZINGER

.................VV.........
.................VV.........
...........VVVVVVVV...
................VV............
................VV............
................VV..........




A Paixão de Cristo em favor dos pobres, segundo Ratzinger
Arquivado em: Meditação — Prof. Felipe Aquino at 4:09 pm on quarta-feira, março 10, 2010
2
tweets
retweetAutor: Everton do N. Siqueira
everton2040@paroquiapiedade.com.br

“Onde está Deus? Por que pudeste criar tal mundo? Por que podes ficar vendo como, muitas vezes, precisamente as tuas criaturas mais inocentes sofrem de modo mais terrível, são levadas como ovelhas para o matadouro, não podendo abrir a boca?” (1)

Perguntas como essas se tornam comuns e são difundidas nos meios de comunicação ateus, ao passo que nós, cristãos, muitas vezes encontramos dificuldades para responder questionamentos neste sentido.

O século XX foi o século da tecnologia, onde nasceram as grandes indústrias, as novas conquistas da ciência, da computação, da internet, dentre tantas outros avanços que hoje já fazem parte de nossas vidas cotidianas, mas, por outro lado, também ficou conhecido como o século das guerras e das mortes: foram duas grandes guerras mundiais, o nazismo, o comunismo, a Guerra Fria, a guerra no Vietnã, e tantas outras que, juntas, deixaram centenas de milhões de mortos.

O momento mais terrível da paixão de Nosso Senhor, sem sombra de dúvidas, foi no instante em que ele gritou em voz alta: “Meu Deus, Meu Deus, porque me abandonaste?”(Mt 26,46; Mc 15,34). Esse grito, não pode ser entendido apenas de forma histórica, hoje “o eco deste grito ressoa mil vezes, multiplicado nos nossos ouvidos: do inferno dos campos de concentração, das frentes de batalha de luta de guerrilha, dos quarteirões de miséria dos famintos e desesperados.”(2).

Em cada pessoa sofrida, faminta, vítima da pobreza ou de crimes que se multiplicam a todo dia, é Cristo que continua a gritar:“ Meu Deus, meu Deus, porque me abandonastes?”, e com isso, neste século XX toda a humanidade foi como que transportada àquele momento da paixão repetindo o mesmo grito de forma constante. (3)

Meu Deus, meu Deus, porque abandonastes o teu povo?

O povo sofrido que vive no deserto da fome continuam a fazer essa pergunta sem cessar, assim surge uma proposta marxista pretendendo dar solução terrena a essas necessidades temporais dos pobres, e, mais em evidência nos dias atuais, uma teologia mundana (Teologia da Libertação) que pretende colocar o alimento corporal acima do alimento espiritual. “O pão é importante, a liberdade é importante, mas o mais importante de tudo é a adoração.” (4) Onde esta ordem dos bens não for respeitada, mas invertida, não haverá nenhuma justiça. (5). E não é somente a mentalidade marxista que comprova essa Verdade. Foi esse tipo de “ajuda” para o desenvolvimento ocidental com base em princípios puramente técnicos e materiais que criou o Terceiro Mundo, substituindo as estruturas religiosas, morais e sociais, instaurando no vazio uma mentalidade tecnológica (6).

Ao tentar Jesus, o diabo prometeu transformar as pedras em pão, mas foi o resultado foi exatamente o contrário: pães transformados em pedras.(7)

Ainda sobre a atual dualidade que remonta os tempos da Guerra Fria convém lembrar que a propagação do cristianismo não leva automaticamente à melhora do mundo e que a salvação que vem de Deus não é nenhuma grandeza quantitativa. “Não é, por si só, a instituição de um novo sistema político e social que excluiria a desgraça” (8), portanto uma teologia que defenda esse princípio não pode ser verdadeira, nem tampouco deve ser chamada de cristã.

Então, como podemos, afinal explicar o sofrimento do mundo que clama cada dia mais por misericórdia e justiça? De fato, todos nós temos uma parcela de culpa no sofrimento dessas pessoas, pois, todas as vezes que ficamos sentados em nossas poltronas, assistindo como meros espectadores os terrores que acontecem a nível global é a Jesus que deixamos de ajudar (Cf. Mt 25,45).

Também devemos ter claro que essa pergunta não pode ser respondida somente com palavras e argumentos porque atinge uma profundidade que o intelecto não é capaz de alcançar: “Essa realidade só pode ser suportada, sofrida, com Jesus, perto de Jesus que a sofreu por todos nós e conosco.” (9)

Um dos erro dos marxistas é exatamente a tentativa perversa de destruir a promessa da consolação das Bem-Aventuranças (Cf. Mt 5,4) e exigir uma mudança humana, sem a necessidade de um auxílio divino. (10).

A salvação não se dá neste mundo, pois o próprio Jesus afirma perante Pilatos que o teu Reino não é deste mundo (Cf. Jo 18,36), “a salvação do mundo não vem de uma mudança ou de uma política absolutamente estabelecida que se tornou divina. Deve-se trabalhar na transformação do mundo continuamente: com sobriedade, realismo, paciência, humanidade. Mas há uma exigência e uma pergunta do homem que ultrapassa tudo o que podem realizar a política e a economia, capaz de ser respondida só por Cristo crucificado, pelo homem no qual o nosso sofrimento toca o coração de Deus, o amor eterno.” (11)


Referências:

(01) RATZINGER, Joseph, Dogma e Anúncio, Tradução de Pe. Antônio Steffen, SJ, São Paulo: Edições Loyola, 2008, pág 284.

(02) Ibidem

(03) Conf. RATZINGER, Joseph, Dogma e Anúncio, Tradução de Pe. Antônio Steffen, SJ, São Paulo: Edições Loyola, 2008, pág 284.

(04) RATZINGER, Joseph, Jesus de Nazaré, Tradução de José Jacinto de Farias, SCJ, São Paulo: Editora Planeta, 2007, pág 45.

(05) Conf. RATZINGER, Joseph, Jesus de Nazaré, Tradução de José Jacinto de Farias, SCJ, São Paulo: Editora Planeta, 2007, pág 45

PALAVRA DO SENHOR PARA O DIA DE HOJE

LEITURA I Ez 37, 21-28
«Farei deles um só povo»

O profeta anuncia o projecto de Deus em relação ao seu povo disperso e perdido no meio dos pagãos, por causa dos seus egoísmos e pecados. O anúncio referia-se directamente à reunião das tribos do Antigo Testamento, unidade que chegou a ser realizada no reinado de David; mas este rei é figura, que antecipa o reinado de Jesus, o Filho de Deus, como vai ser solenemente anunciado até por um descrente no Evangelho.

Leitura da Profecia de Ezequiel
Assim fala o Senhor Deus: «Vou tirar os filhos de Israel do meio das nações para onde foram, vou reuni-los de toda a parte, para os reconduzir à sua terra. Farei deles um só povo, na sua terra, nas montanhas de Israel, e um só rei reinará sobre todos eles. Nunca mais tornarão a ser duas nações, nem ficarão divididos em dois reinos. Não voltarão a manchar-se com os seus ídolos, com todas as suas abominações e pecados. Hei-de livrá-los de todas as infidelidades que cometeram e hei-de purificá-los, para que sejam o meu povo e Eu seja o seu Deus. O meu servo David será o seu rei, o único pastor de todos eles. Caminharão segundo os meus mandamentos e obedecerão às minhas leis, pondo-as em prática. Habitarão na terra que dei ao meu servo Jacob, a terra em que moraram os vossos pais. Aí habitarão eles e os seus filhos e os filhos dos seus filhos para sempre; e o meu servo David será o seu soberano para sempre. Farei com eles uma aliança de paz, uma aliança eterna entre Mim e eles. Hei-de estabelecê-los, hei-de multiplicá-los e colocarei no meio deles o meu santuário para sempre. A minha morada será no meio deles: serei o seu Deus e eles serão o meu povo. As nações saberão que Eu sou o Senhor, que santifico Israel, quando o meu santuário estiver no meio deles para sempre».
Palavra do Senhor.


SALMO RESPONSORIAL Jer 31, 10.11-12ab.13 (R. cf. 10d)
Refrão: Como o pastor guarda o seu rebanho,
assim nos guarda o Senhor. Repete-se

Escutai, ó povos, a palavra do Senhor
e anunciai-as às ilhas distantes:
Aquele que dispersou Israel vai reuni-lo
e guardá-lo como um pastor ao seu rebanho. Refrão

O Senhor resgatou Jacob
e libertou-o das mãos do seu dominador.
Regressarão com brados de alegria ao monte Sião,
acorrendo às bênçãos do Senhor. Refrão

A virgem dançará alegremente,
exultarão os jovens e os velhos.
Converterei o seu luto em alegria
e a sua dor será mudada em consolação e júbilo. Refrão


ACLAMAÇÃO ANTES DO EVANGELHO Ez 18, 31
Refrão: A salvação, a glória e o poder a Jesus Cristo,
Nosso Senhor. Repete-se

Deixai todos os vossos pecados, diz o Senhor;
criai um coração novo e um espírito novo. Refrão


EVANGELHO Jo 11, 45-56
«Para congregar na unidade os filhos de Deus
que andavam dispersos»

O que o profeta Ezequiel anteviu em relação ao povo da Antiga Aliança, será finalmente realizado em Jesus Cristo. E quem o anuncia profeticamente é o sumo sacerdote judaico, que, sem compreender o que dizia, - falava apenas como politico -, anunciava uma grande verdade, que o evangelista depois interpretou: “que Jesus havia de morrer para trazer à unidade os filhos de Deus que andavam dispersos”. E a leitura termina numa pergunta posta na boca do povo, em que fervilhava Jerusalém nas vésperas da Páscoa: “Ele não virá à festa?” Sim, virá, e será Ele, o Senhor, o próprio objecto da festa.

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João
Naquele tempo, muitos judeus que tinham vindo visitar Maria, para lhe apresentarem condolências pela morte de Lázaro, ao verem o que Jesus fizera, ressuscitando-o dos mortos, acreditaram n’Ele. Alguns deles, porém, foram ter com os fariseus e contaram-lhes o que Jesus tinha feito. Então os príncipes dos sacerdotes e os fariseus reuniram conselho e disseram: «Que havemos de fazer, uma vez que este homem realiza tantos milagres? Se O deixamos continuar assim, todos acreditarão n’Ele; e virão os romanos destruir-nos o nosso Lugar santo e toda a nação». Então Caifás, que era sumo sacerdote naquele ano, disse-lhes: «Vós não sabeis nada. Não compreendeis que é melhor para nós morrer um só homem pelo povo do que perecer a nação inteira?» Não disse isto por si próprio; mas, porque era sumo sacerdote nesse ano, profetizou que Jesus havia de morrer pela nação; e não só pela nação, mas também para congregar na unidade todos os filhos de Deus que andavam dispersos. A partir desse dia, decidiram matar Jesus. Por isso Jesus já não andava abertamente entre os judeus, mas retirou-Se para uma região próxima do deserto, para uma cidade chamada Efraim, e aí permaneceu com os discípulos. Entretanto, estava próxima a Páscoa dos judeus e muitos subiram da província a Jerusalém, para se purificarem, antes da Páscoa. Procuravam então Jesus e perguntavam uns aos outros no templo: «Que vos parece? Ele não virá à festa?»
Palavra da salvação

ABANDONO

Tudo passa. Só Deus não muda.
O que aos olhos dos homens
parece impossível,
Ele dá a solução.

PIETÁ

..C...........+++++++++++......
...Á.............+++++++++......
....L..............++++++.......
....I................++++......
....C..................++.....
....E...............++++.....
...................++++++.......

Pietá

Já lívido repousa em seu regaço.
Já não escuta, não vê, não ri, não fala.
Aquele que foi Seu filho, Ela o embala
Morto, alheia a tempo e espaço.

O mistério parou no limiar dos assombros.
Dos irados profetas, das rígidas escrituras
Sobra um Deus morto; e os únicos escombros
São a atónita aflição das criaturas.

Eles choram, vários, como vários são
Sua revolta e sua dor. Absorto,
O olhar da Mãe escorre, inútil, no chão.
Ela, o que chora? O Deus parado - ou o filho morto

ORAÇÃO DE SANTA BENEDITA DA CRUZ À PAIZXÃO DE CRISTO

Santa Teresa Benedita da Cruz [Edith Stein] (1891-1942), carmelita, mártir,
«Eis-me aqui, venho para fazer a tua vontade» (He 10,7)

Ajoelhamo-nos mais uma vez diante do presépio… Pertinho do Salvador
recém-nascido, vemos Santo Estêvão. Que é que valeu este lugar de honra
àquele que, primeiro que todos, prestou ao Crucificado o testemunho do seu
sangue? Ele cumpriu, no seu ardor juvenil, aquilo que o Senhor declarou ao
entrar neste mundo: “Deste-me um corpo. Eis-me aqui, venho para fazer a
tua vontade” (He 10,5-7). Praticou a obediência perfeita que mergulha as
suas raízes no amor e se exterioriza no amor. Caminhou sobre as pegadas do
Senhor naquilo que, por natureza, é talvez para o coração humano o que há
de mais difícil, que parece mesmo impossível: tal como o próprio Salvador,
ele cumpriu o mandamento do amor dos inimigos. O Menino no presépio, que
veio para cumprir a vontade de seu Pai até à morte na cruz (Fil 2,8), vê
em espírito diante de si todos os que o seguirão nessa via. Ama este jovem
que há-de um dia esperar para colocar primeiro que todos junto do trono do
Pai, com uma palma na mão. A sua mãozinha mostra-no-lo como modelo, como
se dissesse: “Vede o ouro que espero de vós.”

PENSAMENTOS DE AMOR DE SANTA TERESINHA

.
Novena das Rosas
Esta novena pode ser começada em qualquer dia do mês;

0RAÇÃO - "Santíssima Trindade, Pai, Filho e Espírito Santo, eu Vos agradeço todos os favores, todas as graças com que enriquecestes a alma de Vossa serva Santa Terezinha do Menino Jesus, durante os 24 anos que passou na terra e, pelos méritos de tão querida Santinha, concedei-me a graça que ardentemente Vos peço (faça o pedido da graça que deseja) - se for conforme a Vossa Santíssima vontade e para salvação de minha alma. Ajudai minha fé e minha esperança, ó Santa Teresinha, cumprindo mais uma vez sua promessa de que ninguém Vos invocaria em vão, fazendo-me ganhar uma rosa, sinal de que alcançarei a graça pedida. "Reza-se em seguida 24 vezes: "Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo, assim como era no princípio, agora e sempre, por todos os séculos e séculos, amém." Santa Teresinha do Menino Jesus, rogai por nós.

Rezar 1 Pai-Nosso, 1 Ave Maria

Pensamentos de Santa Teresinha
"... Pensar em uma pessoa que se ama é rezar por ela".

"Para mim a oração é um impulso do coração, um simples olhar para o Céu, um grito de gratidão e amor no meio da provação como no meio da alegria".

"Tudo é graça."

"Amo tanto a Deus que desejo poder dar-lhe prazer sem que Ele saiba que sou eu."

"Não espero na terra qualquer retribuição: faço tudo por Deus."

"Do Evangelho fiz o meu tesouro mais precioso."

"A vontade de Deus é que eu lute até à morte."

"Lutemos sempre, mesmo sem esperança de ganhar a batalha."

"Oh! Bem-aventurado silêncio que tanta paz traz à alma!"

"Eu sempre quis ser santa."

"Deus apenas te pede que te deixes amar."

"Deus não tem necessidade das nossas obras, mas do nosso amor."

"Viver de amor é dissipar o medo e a recordação das faltas passadas."

"Oh! Que grande é o poder da oração!"

"Dir-se-ia que na oração és como uma rainha que tem livre acesso ao Rei e que dele podes alcançar tudo o que pedires!"

"Deus é tão rico que me dá abundantemente o que lhe peço."

"A minha vocação é o amor!"

"Como é doce chamar a Deus nosso Pai!"

"Eu escolhi ensinar a amar o Amor"

"Eu não posso ter medo de um Deus, que por mim se fez pequenino."

"Vim para salvar almas. E rezar pelos sacerdotes."

"Nunca me apoio nos meus próprios pensamentos."

"Deus quer que me abandone como uma criança."

"A caridade não deve ficar fechada no fundo do coração."

"Viver de amor é dar sem medida, sem reclamar salário aqui na terra."

"Deus não pode inspirar desejos irrealizáveis."

"Quero encontrar maneira de ir para o Céu por um caminhinho muito direito, muito curto."

"Eu faço como as crianças que não sabem ler: digo a Deus o que Lhe quero dizer, sem compor belas frases."

"Muitas vezes, sem o sabermos, as graças que recebemos são devidas a uma alma escondida."

"No coração da Igreja, minha mãe, eu serei o amor!"

"Uma alma abrasada em amor não pode permanecer inactiva."

"Um coração que ama trabalha com amor."

"Compreendi que o Amor encerra todas as vocações."

"O Amor é tudo."

"A caridade perfeita consiste em suportar os defeitos dos outros."

"Deus nunca me abandonou."

"Estou unida Àquele a quem amei com todas as forças."

"Meu Deus, amo-vos!"

"Não me arrependo de me haver entregue ao Amor."

"Haverá alma mais pequena e mais impotente que a minha?"

"O mérito não consiste em dar muito, mas em amar muito."

"Como é fácil agradar a Jesus, basta amá-L’o!"

"Não é para o primeiro lugar, mas para o último que eu corro."

"Sou filha de Maria."

"A Virgem Santíssima é mais Mãe que Rainha."

"A Santíssima Virgem teve menos que nós, porque não teve uma Santíssima Virgem para amar!"

"Ó Mãe bem-amada, apesar da minha pequenez, como tu possuo em mim o Onipotente."

"A Santíssima Virgem nunca estará escondida para mim, porque a amo muito."

"Ó Divina Eucaristia! Ó Mistério Sagrado! Que o Amor produziu..."

"Na noite desta vida aparecerei diante de Vós com as mãos vazias."

"Não recusemos nada a Jesus. Um dia Ele nos dirá: Agora é a minha vez!"

"É tão doce ajudar Jesus, pelos nossos sacrifícios, salvar almas."

"O meu caminho é todo confiança e amor."

"Não compreendo as almas que têm medo de um Amigo tão terno."

"Desejaria ter sido missionária desde a criação do mundo até ao fim dos séculos."

"Amar é tudo dar e dar-se a si mesmo."

"Nós, que corremos pelo caminho do Amor, não devemos pensar no que nos pode acontecer de doloroso no futuro."

"A minha missão vai começar, a missão de fazer amar a Deus como eu O amo, de dar às almas o meu pequeno caminho."

"Quero passar o meu Céu a fazer bem a terra."

"Não posso descansar enquanto houver almas para salvar."

"Deus não me daria este desejo de fazer o bem sobre a terra depois da minha morte, se não quisesse realizá-lo."

"Só no Céu veremos a verdade de todas as coisas."

"Que seria de mim se Deus não me desse força?"

"O que mais me agrada é o que Deus quer e escolhe para mim."

"Se soubesse como Deus é bom para comigo!Mas se Ele fosse um bocadinho menos bom, continuava a achá-l'O ainda bom

MENSAGENS DE AMOR-CARIDADE

Sem o amor, a caridade desapareceria da vida,
tanto quanto sem caridade o amor feneceria no mundo.
O amor é meio. A caridade é fim.
O amor é combustível. A caridade é luz.
O amor é trigo. A caridade é pão.
O amor é bênção. A caridade é vida.
O amor ensina. A caridade realiza.
O amor propõe. A caridade produz
.

Sem o amor de Deus, que tudo vitaliza, a caridade de Jesus para conosco não nos alcançaria.
Amor sempre. Caridade sem cessar.
Diante da impiedade e da delinqüência, o amor duvida fazer; pela caridade ages.

Sob injunções ingratas e dores que acreditas não merecer, propõe ao amor como te deves conduzir; ouvirás a sua palavra incentivando-te à caridade da paciência.

Sofrendo incompreensão e dificuldade nas lutas rudes que te maceram interiormente, inquire ao amor qual a solução; sentirás o impulso da caridade iluminar-te os sentimentos.

Perseguido ou malquerido, sob açoites externos ou crucificado em traves invisíveis, ausculta o amor e produz na caridade.

O amor abrir-te-á sempre as portas da paz, enquanto a caridade levar-te-á pelas mãos ao termo da batalha redentora.

Nunca te situes longe do amor; jamais te apartes da caridade.

Na cruz ignominiosa o Senhor sem culpa nem mácula prosseguiu amando, e porque se recordasse de Judas, afligido pelos remorsos insanos, rogou a Deus perdão para ele e todos nós em luminosa lição de imorredoura caridade, permanecendo até hoje trabalhando pela nossa felicidade

26 de março de 2010

SANTO PADRE E A JUVENTUDE

BENTO XVI AOS JOVENS: A VIDA NÃO SE JOGA FORA, DEUS TEM UM PROJETO PARA TODOS
Cidade do Vaticano, 26 mar (RV) - Realizou-se na noite desta quinta-feira, na Praça São Pedro, em clima de grande festa, o esperado encontro de Bento XVI com os jovens da Diocese de Roma e da região italiana do Lácio e muitos deles provenientes da Espanha para festejar o 25º aniversário dos Dia Mundial da Juventude, criado por vontade do Papa João Paulo II.

Já de há muito é tradição este momento de oração e de partilha que envolve o Papa e as novas gerações celebrado na quinta-feira anterior ao Domingo de Ramos, ocasião em que é celebrado no mundo inteiro em nível diocesano o Dia Mundial da Juventude.

O encontro com o Santo Padre foi precedido de um momento de grande animação com os jovens, que teve início às 19h30 locais, marcado por cantos, testemunhos e coreografias.

Às 20h30 locais, o Santo Padre entrou numa Praça São Pedro lotada com 70 mil jovens que, comovidos, saudaram com entusiasmo o Pontífice. A bordo do papamovel, Bento XVI circulou pelos diversos corredores da Praça São Pedro acenando alegremente aos presentes, retribuindo assim o afeto dos jovens.

Após dirigir-se ao patamar da Basílica Vaticana, colocando-se de frente para todos os jovens, teve lugar um dos momentos de particularmente comoventes: a entrada de alguns jovens com a grande Cruz do Dia Mundial da Juventude e com o ícone de Nossa Senhora "Salus Popoli Romani".

Na saudação a Bento XVI, dirigida por seu vigário-geral para a Diocese de Roma, Cardeal Agostino Vallini, o purpurado ressaltou, entre outros, que "os jovens amam o Papa" e estão aqui – disse - "para agradecer-lhe pelo fúlgido testemunho de fé que nos oferece ao afrontar provações e incompreensões. Saiba que os jovens amam o Papa, repetiu o Cardeal Vallini, após um longo aplauso que se fez ouvir em toda a Praça.

Após a proclamação do Evangelho do jovem rico teve lugar um momento de diálogo do Pontífice com os jovens. De fato, o Santo Padre respondeu às perguntas de três deles. Antes disso, agradeceu pelo afeCto e pela presença.

A vida "não se joga fora", nem deve ser vivida sem perspectiva, porque Deus "tem um projeto para cada um de nós", disse o Papa respondendo a uma jovem que lhe perguntou como se pode em nossos dias, em tempos tão difíceis, perceber a vida eterna".

O Santo Padre respondeu que "nenhum de nós pode imaginar a vida eterna, porque está fora da nossa experiência, mas podemos começar a compreender o que é vivendo a vida profundamente. Não jogar a vida fora, não vivê-la para si mesma. Viver realmente a vida em sua riqueza e totalidade.

Ademais – acrescentou - é preciso responder aos mandamentos que nos convidam a amar Deus e o próximo como a nós mesmos. Assim sabemos – disse o Pontífice – que a vida jamais é um acaso. É preciso pensar "eu sou amado, sou necessário, Deus tem um projeto para mim na totalidade da história".

Respondendo sobre como viver bem a própria vida, sem desperdiçá-la, o Pontífice frisou que "Deus olha para cada um de nós com amor". Seguindo a sua vontade – acrescentou – a vida não se torna fácil, mas feliz. "Qualquer pessoa – explicou – não se pode conhecer somente com a razão, assim como se estuda a matemática, e isso vale ainda mais para a grande pessoa de Jesus, que devemos encontrar na oração: um colóquio no qual o conhecimento se torna amor."

Bento XVI destacou que "não basta somente rezar, mas devemos também fazer". Devemos empenhar-nos pelos outros, pela vitalidade da Igreja, sugeriu o Pontífice.

Numa das questões apresentadas ao Papa, um jovem questionou sobre as renúncias difíceis de serem aceitas na vida.

"Em todo esporte, profissão, expressão artística – frisou o Pontífice – a arte do ser humano exige renúncias, e renúncias verdadeiras, que nos ajudem a não cair no abismo da droga, do álcool, na escravidão da sexualidade e do dinheiro, na preguiça. Num primeiro momento parecem acções de liberdade, ao invés – concluiu – é início de escravidões sempre mais insuperáveis. Seguir adiante rumo ao bem cria a verdadeira liberdade e torna a vida preciosa."

Bento XVI despediu-se dos jovens marcando encontro para o próximo domingo, quando os encontrará novamente na celebração do Domingo de Ramos, ocasião - recordamos - na qual será celebrado o Dia Mundial da Juventude, em nível diocesano. (RL)

PAIXÃO DE JESUS CRISTO SEGUNDO SÃO LUCAS











PAINÉIS PARA DOMINGO DE RAMOS











MEDITANDO A PALAVRA DO SENHOR


Comentário ao Evangelho do dia feito por
São Bernardo (1091-1153), Monge cisterciense e Doutor da Igreja
Sermões diversos, n° 22, 5-6 (a partir da trad. de Brésard, 2000 ans, p. 104 rev)

«Mostrei-vos muitas obras boas da parte do Pai; por qual dessas obras Me quereis apedrejar?»

Deves toda a tua vida a Cristo Jesus, visto que Ele deu a Sua vida pela tua e suportou amargos tormentos para que tu não tivesses que suportar os tormentos eternos. [...] Quão doces te hão-de parecer todas as coisas, depois de teres compreendido no teu coração todas as amarguras do teu Senhor! [...] Tanto quanto os céus estão acima da terra (Is 55, 9), assim a Sua vida é mais alta do que a nossa vida e, no entanto, foi dada pela nossa. Tal como o nada não pode ser comparado a nenhuma outra coisa, assim a nossa vida não é proporcional à Sua [...].

Quando eu Lhe tiver consagrado tudo o que sou, tudo o que posso, isso será como uma estrela comparada com o sol, uma gota de água com o rio, uma pedra com uma torre, um grão de areia com uma montanha. Tenho apenas duas pequenas coisas, realmente mínimas: o meu corpo e a minha alma, ou antes, uma única coisinha: a minha vontade. E não a daria eu Àquele que proveu de tantos benefícios um ser tão pequeno como eu, Àquele que, dando-Se completamente, me resgatou inteiramente? Além disso, se guardo para mim a minha vontade, com que cara, com que olhos, com que espírito, com que consciência me poderei refugiar junto do coração, da misericórdia do nosso Deus? Ousaria eu atravessar essa muralha tão forte que guarda Israel, e fazer correr, pelo preço do meu resgate, não apenas umas gotas, mas os jorros de sangue que saem das cinco chagas do Seu corpo?

PALAVRA DO SENHOR PARA O DIA DE HOJE


O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 31os judeus pegaram pedras para apedrejar Jesus. 32E ele lhes disse: “Por ordem do Pai, mostrei-vos muitas obras boas. Por qual delas me quereis apedrejar?”
33Os judeus responderam: “Não queremos te apedrejar por causa das obras boas, mas por causa de blasfêmia, porque sendo apenas um homem, tu te fazes Deus!” 34Jesus disse: “Acaso não está escrito na vossa Lei: ‘Eu disse: vós sois deuses’?
35Ora, ninguém pode anular a Escritura: se a Lei chama deuses às pessoas às quais se dirigiu a palavra de Deus, 36por que então me acusais de blasfêmia, quando eu digo que sou Filho de Deus, eu a quem o Pai consagrou e enviou ao mundo? 37Se não faço as obras do meu Pai, não acrediteis em mim. 38Mas, se eu as faço, mesmo que não queirais acreditar em mim, acreditai nas minhas obras, para que saibais e reconheçais que o Pai está em mim e eu no Pai”.
39Outra vez procuravam prender Jesus, mas ele escapou das mãos deles. 40Jesus passou para o outro lado do Jordão, e foi para o lugar onde, antes, João tinha baptizado. E permaneceu ali. 41Muitos foram ter com ele, e diziam: “João não realizou nenhum sinal, mas tudo o que ele disse a respeito deste homem, é verdade”. 42E muitos, ali, acreditaram nele.


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

ORAI! ORAI ! PARA NÃO CAIRDES EM TENTAÇÃO



ORAÇÃO E A CONTEMPLAÇÃO EXPLODEM EM CONTACTO COM A ESCUTA DA PALAVRA.
SEM UMA VIDA INTERIOR DE AMOR QUE LEVE CRISTO, O PAI E O ESPÍRITO A APROXIMAR-SE DE NÓS(cf.João14,23), NÃO PODE HAVER UM OLHAR DE FÉ, E A VIDA PERDE-SE DO SENTIDO DE VER O ROSTO DE CRISTO EM QUEM QUER QUE SEJA.
HOJE, SEXTA FEIRA DA PAIXÃO, VAMOS REZAR MUITO E QUE O OLHAR COMPLACENTE DO IMOLADO PELA HUMANIDADE INTEIRA NOS MELHORE MAIS UM POUCO.
QUE NÓS APRENDAMOS PELA INTIMIDADE COM O MESTRE, A OLHAR, OUVIR CALAR E ATÉ PARAR, COMO O VERBO QUE SEF EZ CARNE E HABITOU ENTRE NÓS NUM EXEMPLO INEGUALÁVEL., NUM FIAT CONSTANTE À VONTADE DO PAI.

ORAÇÃO DE SANTO AGOSTINHO AO ESPÍRITO SANTO


Ó Divino Amor, laço sagrado unido ao Pai e ao Filho, Espírito Santo poderoso, fiel consolador dos aflitos, penetrai nos abismos do meu coração e nele fazei brilhar a vossa Luz esplendorosa.
Nele espalhai o vosso doce orvalho para que cesse a sua grande aridez.
Enviai os raios celestiais do vosso amor até ao mais profundo da minha alma para que, penetrando nela, eliminem todas as minhas debilidades e negligências.

25 de março de 2010

A MORTE PEGOU NO HOMEM COMO NUM TRAPO


A morte pegou no Homem como num trapo,
cuspiu-lhe, bateu-lhe, rasgou-O,
pendurou-O pelos braços,
chamou-O mentiroso.

O céu crispou-se, vestiu-se de negro,
o sol arrefeceu, entrevou-se o coração,
o tempo caiu, chorou
e não quis contar mais.
Os mortos se agitaram
e a terra tremeu, nas suas
entranhas envergonhada.
Abortou a criação
recalcada de frustrações.

Pela nona hora, o Homem expirou,
em sangue se ensopou,
desidratado, água derramou.
Crucificado,roto,disforme e desprezível.
Só mas em Paz,
como se para ninguém existisse,
morreu, acabou.

UF! Finalmente!

Mas três dias passados tudo mudou.
O Perfume dEle exalado
correu a Terra inteira
e pelos séculos fora
ficou o incrível da loucura
de um Deus, que se constituiu
homem como um trapo
para reanimar os homens desactivados
.

MISERICÓRDIA TÃO PRECISA PARA OS TEMPOS DE HOJE



Para fundar a Igreja, não escolheu CRISTO doutores, nem santos, nem anjos, mas simplesmente um pecador: PEDRO.


Pedro subiu às grandes alturas, mas antes experimentou as grandes fraquezas.

Porque sabia do mal, soube defender o bem.

Porque sabia o que era o pecado, procurou que todos obtivessem o perdão.

Porque conheceu o significado do amor, aprendeu a perdoar setenta vezes sete, como Jesus ensinou.

"A Paz seja convosco" disse Jesus após a Ressurreição. Não creio que tenha acusado algum discípulo que O traiu ou abandonou durante a Sua paixão.

Esta mensagem de "A PAZ ESTEJA CONVOSCO" de Jesus Cristo é que é a pedra de toque do Cristianismo. Julgo eu.

Ele que apenas quis ficar entre nós, pela Santa Eucaristia para continuar a Sua missão de Amor.

Quando a insegurança nos atormenta por todos os lados, há que ter ESPERANÇA NO PERDÂO E NA MISERICÓRDIA COMPREENSIVA dos homens de boa vontade

PAI, FILHO, ESPÍRITO SANTO: TRÊS PESSOAS DISTINTAS


PAI, FILHO, ESPÍRITO SANTO, FORMAM A SANTÍSSIMA TRINDADE.
SÃO TRÊS PESSOAS IGUAIS E DISTINTAS,COM OS MESMOS PODERES, MAS CONSUBSTANCIAIS PORQUE SÃO UM SÓ DEUS.

O ESPÍRITO SANTO É UMA PESSOA DA SANTÍSSIMA TRINDADE-CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA







E.5 EFUSÃO DO ESPÍRITO SANTO

E.5.1 Celebrações cristãs e efusão do Espírito Santo

§1104 A liturgia cristã não somente recorda os acontecimentos que nos salvaram, como também os atualiza, toma-os presentes. O mistério pascal de Cristo é celebrado, não é repetido; o que se repete são as celebrações; em cada uma delas sobrevêm a efusão do Espírito Santo que atualiza o único mistério.

E.5.2 Efeitos da efusão do Espírito Santo

§686 O Espírito Santo está em ação com o Pai e o Filho do início até a consumação do Projeto de nossa salvação. Mas é nos "últimos tempos", inaugurados pela Encarnação redentora do Filho que ele é revelado e dado, reconhecido e acolhido como Pessoa. Então este Projeto Divino, realizado em Cristo, "Primogênito" e Cabeça da nova criação, poderá tomar corpo na humanidade pelo Espírito difundido: a Igreja, a comunhão dos santos, a remissão dos pecados, a ressurreição da carne, a Vida Eterna.

§706 Contra toda esperança humana, Deus promete a Abraão a uma descendência, como fruto da fé e do poder do Espírito Santo Nela serão abençoadas todas as nações da terra. Esta descendência será Cristo, no qual a efusão do Espírito Santo fará "a unidade dos filhos de Deus dispersos". Ao comprometer-se por juramento, Deus já se compromete a dar seu Filho bem-amado e "o Espírito da promessa... que prepara a redenção do Povo que Deus adquiriu para si".

§759 759 "O Pai eterno, por libérrimo e arcano desígnio de sua sabedoria e bondade, criou todo o universo; decidiu elevar os homens à comunhão da vida divina", à qual chama todos os homens em seu Filho: "Todos os que crêem em Cristo, o Pai quis chamá-los a formarem a santa Igreja". Esta "família de Deus" se constitui e se realiza gradualmente ao longo das etapas da história humana, segundo as disposições do Pai. Com efeito, "desde a origem do mundo a Igreja foi prefigurada. Foi admiravelmente preparada na história do povo de Israel e na antiga aliança. Foi fundada nos últimos tempos. Foi manifestada pela efusão do Espírito. E no fim dos tempos será gloriosamente consumada".

§1076 No dia de Pentecostes, pela efusão do Espírito Santo, a Igreja é manifestada ao mundo. O dom do Espírito inaugura um tempo novo na "dispensação do mistério": o tempo da Igreja, durante o qual Cristo manifesta, toma presente e comunica sua obra de salvação pela liturgia de sua Igreja, "até que ele venha" (1 Cor 11,26). Durante este tempo da Igreja, Cristo vive e age em sua Igreja e com ela de forma nova, própria deste tempo novo. Age pelos sacramentos; é isto que a Tradição comum do Oriente e do Ocidente chama de "economia sacramental"; esta consiste na comunicação (ou "dispensação") dos frutos do Mistério Pascal de Cristo na celebração da liturgia "sacramental" da Igreja. Por isso, importa ilustrar primeiro esta "dispensação sacramental" (Capítulo I). Assim aparecerão com mais clareza a natureza e os aspectos essenciais da celebração litúrgica (Capítulo II.).

§1229 Tornar-se cristão, eis algo que se realiza desde os tempos dos apóstolos por um itinerário e uma iniciação que passa por várias etapas. Este itinerário pode ser percorrido com rapidez ou lentamente. Dever sempre comportar alguns elementos essenciais: o anúncio da Palavra, o acolhimento do Evangelho acarretando uma conversão, a profissão de fé, o Batismo, a efusão do Espírito Santo, o acesso à Comunhão Eucarística.

E.5.3 Efusão do Espírito Santo como realização da Páscoa de Cristo

§667 Tendo entrado uma vez por todas no santuário do céu, Jesus Cristo intercede sem cessar por nós como mediador que nos garante permanentemente a efusão do Espírito Santo

§731 No dia de Pentecostes (no fim das sete semanas pascais), a Páscoa de Cristo se realiza na efusão do Espírito Santo, que é manifestado, dado e comunicado como Pessoa Divina: de sua plenitude, Cristo, Senhor, derrama em profusão o Espírito.

E.5.4 Efusão do Espírito Santo no sacramento da Confirmação

§1299 No rito romano, o Bispo estende as mãos sobre o conjunto dos confirmandos, gesto que, desde o tempo dos Apóstolos, é o sinal do dom do Espírito. Cabe ao Bispo invocar a efusão do Espírito:

Deus Todo-Poderoso, Pai de Nosso Senhor Jesus Cristo, que pela água e pelo Espírito Santo fizestes renascer estes vossos servos, libertando-os do pecado, enviai-lhes o Espírito Santo Paráclito; dai-lhes, Senhor, o espírito de sabedoria e inteligência, o espírito de conselho e fortaleza, o espírito da ciência e piedade - e enchei-os do espírito de vosso temor. Por Cristo Nosso Senhor.

§1302 Da celebração ressalta que o efeito do sacramento da Confirmação é a efusão especial do Espírito Santo, como foi outorgado outrora aos apóstolos no dia de Pentecostes.

E.5.5 Efusão do Espírito Santo no sacramento da Ordem

§1573 O rito essencial do sacramento da Ordem consta, para os três graus, da imposição das mãos pelo Bispo sobre a cabeça do ordenando e da oração consagratória específica, que pede a Deus a efusão do Espírito Santo e de seus dons apropriados ao ministério para o qual o candidato é ordenado.

E.5.6 Efusão do Espírito Santo sobre os apóstolos para a missão

§1287 Ora, esta plenitude do Espírito não devia ser apenas a do Messias; devia ser comunicada a todo o povo messiânico. Por várias vezes Cristo prometeu esta efusão do Espírito, promessa que realizou primeiramente no dia da Páscoa. e em seguida, de maneira mais marcante, no dia de Pentecostes. Repletos do Espírito Santo, os Apóstolos começam a proclamar "as maravilhas de Deus" (At 2,11), e Pedro começa a declarar que esta efusão do Espírito é o sinal dos tempos messiânicos. Os que então creram na pregação apostólica e que se fizeram batizar também receberam o dom do Espírito Santo

§1556 Para desempenhar sua missão, "os Apóstolos foram enriquecidos por Cristo com especial efusão do Espírito Santo, que desceu sobre eles. E eles mesmos transmitiram a seus colaboradores, mediante a imposição das mãos, este dom espiritual que chegou até nós pela sagração episcopal"

E.5.7 Efusão do Espírito Santo hoje

§2819 "O Reino de Deus é justiça, paz e alegria no Espírito Santo" (Rm 14,17). Os últimos tempos, que estamos vivendo, são os tempos da efusão do Espírito Santo. Trava-se, por conseguinte, um combate decisivo entre "a carne" e o Espírito:

Só um coração puro pode dizer com segurança: "Venha a nós o vosso Reino". E preciso ter aprendido com Paulo para dizer: "Portanto, que o pecado não impere mais em vosso corpo mortal" (Rm 6,12). Quem se conserva puro em suas ações, em seus pensamentos e em suas palavras pode dizer a Deus: "Venha o vosso Reino"

E.5.8 Imposição das mãos para a efusão do Espírito Santo

§699 A mão. E impondo as mãos que Jesus cura os doentes e abençoa as criancinhas. Em nome dele, os apóstolos farão o mesmo. Melhor ainda: é pela imposição das mãos dos apóstolos que o Espírito Santo é dado. A Epístola aos Hebreus inclui a imposição das mãos entre os "artigos fundamentais" de seu ensinamento. A Igreja conservou este sinal da efusão onipotente do Espírito Santo em suas epicleses sacramentais.

O VERBO DIVINO FEZ-SE CARNE POR OBRA DO ESPÍRITO SANTO


ANUNCIAÇÃO DO SENHOR







PALAVRA DO SENHOR PARA O DIA DE HOJE




Quinta-feira, 25 de Março de 2010 - ANUNCIAÇÃO DO SENHOR

LEITURA I Is 7, 10-14 8, 10

«A Virgem conceberá»

Leitura do Livro de Isaías

Naqueles dias,
o Senhor mandou ao rei Acaz a seguinte mensagem:
«Pede um sinal ao Senhor teu Deus,
quer nas profundezas do abismo,
quer lá em cima nas alturas».
Acaz respondeu:
«Não pedirei, não porei o Senhor à prova».
Então Isaías disse:
«Escutai, casa de David:
Não vos basta que andeis a molestar os homens
para quererdes também molestar o meu Deus?
Por isso, o próprio Senhor vos dará um sinal:
a virgem conceberá e dará à luz um filho
e o seu nome será ‘Emanuel’,
porque Deus está connosco».


Palavra do Senhor.



--------------------------------------------------------------------------------


SALMO RESPONSORIAL Salmo 39 (40), 7-8a.8b-9.10.11 (R. 8a.9a)

Refrão: Eu venho, Senhor, para fazer a vossa vontade.

Não Vos agradaram sacrifícios nem oblações,
mas abristes-me os ouvidos
não pedistes holocaustos nem expiações,
então clamei: «Aqui estou.

De mim está escrito no livro da Lei
que faça a vossa vontade.
Assim o quero, ó meu Deus,
a vossa lei está no meu coração».

Proclamei a justiça na grande assembleia,
não fechei os meus lábios, Senhor, bem o sabeis.

Não escondi a vossa justiça no fundo do coração,
proclamei a vossa fidelidade e salvação.
Não ocultei a vossa bondade e fidelidade
no meio da grande assembleia.



--------------------------------------------------------------------------------


LEITURA II Hebr 10, 4-10

«No livro sagrado está escrito a meu respeito: Eu venho, meu Deus, para fazer a tua vontade»

Leitura da Epístola aos Hebreus

Irmãos:
É impossível que o sangue de touros e cabritos
perdoe os pecados.
Por isso, ao entrar no mundo, Cristo disse:
«Não quiseste sacrifícios nem oblações,
mas formaste-Me um corpo.
Não Te agradaram holocaustos nem imolações pelo pecado.
Então Eu disse: ‘Eis-Me aqui
no livro sagrado está escrito a meu respeito:
Eu venho, meu Deus, para fazer a tua vontade’».
Primeiro disse:
«Não quiseste sacrifícios nem oblações,
não Te agradaram holocaustos nem imolações pelo pecado».
E no entanto, eles são oferecidos segundo a Lei.
Depois acrescenta: «Eis-Me aqui:
Eu venho para fazer a tua vontade».
Assim aboliu o primeiro culto
para estabelecer o segundo.
É em virtude dessa vontade
que nós somos santificados
pela oblação do corpo de Jesus Cristo,
feita de uma vez para sempre.


Palavra do Senhor.

-------------------------------------------

EVANGELHO Lc 1, 26-38

«Ave, Maria, cheia de graça, o Senhor é contigo»

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas

Naquele tempo,
o Anjo Gabriel foi enviado por Deus
a uma cidade da Galileia chamada Nazaré,
a uma Virgem desposada com um homem chamado José.
O nome da Virgem era Maria.
Tendo entrado onde ela estava, disse o Anjo:
«Ave, cheia de graça, o Senhor está contigo».
Ela ficou perturbada com estas palavras
e pensava que saudação seria aquela.
Disse-lhe o Anjo:
«Não temas, Maria,
porque encontraste graça diante de Deus.
Conceberás e darás à luz um Filho,
a quem porás o nome de Jesus.
Ele será grande e chamar-Se-á Filho do Altíssimo.
O Senhor Deus Lhe dará o trono de seu pai David
reinará eternamente sobre a casa de Jacob
e o seu reinado não terá fim».
Maria disse ao Anjo:
«Como será isto, se eu não conheço homem?».
O Anjo respondeu-lhe:
«O Espírito Santo virá sobre ti
e a força do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra.
Por isso o Santo que vai nascer será chamado Filho de Deus.
E a tua parenta Isabel concebeu também um filho na sua velhice
e este é o sexto mês daquela a quem chamavam estéril
porque a Deus nada é impossível».
Maria disse então:
«Eis a escrava do Senhor
faça-se em mim segundo a tua palavra».



Palavra da salvação




ORAÇÃO DO" ANGELUS"


Quinta-feira, 25 de Março de 2010 - ANUNCIAÇÃO DO SENHOR


"Angelus" - Oração do meio dia

V. O Anjo do Senhor anunciou a Maria.
R. E Ela concebeu do Espírito Santo.
Ave Maria…

V. Eis a escrava do Senhor.
R. Faça-se em mim segundo a Vossa Palavra.
Ave Maria…

V. E o Verbo divino encarnou.
R. E habitou no meio de nós.
Ave Maria…

V. Rogai por nós Santa Mãe de Deus.
R. Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.

Oremos.
Infundi, Senhor, como Vos pedimos, a Vossa graça nas nossas almas, para que nós, que pela Anunciação do Anjo conhecemos a Encarnação de Cristo, Vosso Filho, pela sua Paixão e Morte na Cruz, sejamos conduzidos à glória da ressurreição. Por Nosso Senhor Jesus Cristo Vosso Filho que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo

QUEM QUISER, TOME A SUA CRUZ E SIGA-ME


CONTEMPLAÇÃO


Pois é!...

Há o tribunal dos homens

que continuam a acusar-Te!

Mas nada Te vergará

porque ages apenas pela Verdade.

Chamam-te blasfemo, impostor,criminoso,

mau, injusto, traidor, intriguista...

Maz, quem, como Tu,

é integro, pacífico, verídico,
transparente nas palavras
e nas obras,
paciente e cheio de misericórdia,

infinito no bem,

íntegro na pureza das palavras,?!...

Que fortaleza a Tua quando,

perante Pilatos afirmaste com todas as letras:

- Tu o dizes: EU SOU REI!

Os hipócritas... esses...coitados!

acabam sempre sós, ficam com a sentença que Te destinaram.

A justiça dos homens nunca chega à de Deus

Só nEle está verdade.

Por isso nunca estás só.

Que alívio este pensar!

Perante Pilatos curvaste a cabeça

pela Tua mansidão

e para que se cumprissem as Escrituras,

não desesperaste,

sofreste como ovelha para o matadouro,

calaste...sangraste por fora e por dentro,,

e caminhaste bambuleante em praça pública!

Ó querido Jesus,SINTO-ME OPRIMIDA.

O Teu testemunho da Verdade

é que não Te fez pensar sequer,

em qualquer fim,nem interesses,

que não fossem os que amavas.

Só as mãos de Pilatos estavam sujas,

o mesmo é dizer, incomodadas,

porque não dignas do ceptro de rei que usava

nem do trono de ouro onde se sentava.

À sua volta, a sufragar
todo o seu farisaísmo, o povo adulador:

-Solta Barrabás! Crucifica-O!

Aquele mesmo povo que gritava um pouco antes:

-Hossana ao Filho de Davi!

E passaste então por um ídolo, por um fã...

Meu Deus! Meu Deus!
Porque O abandonaste?

Meu Deus! Meu Deus!
Perdão para os meus pecados

e os do mundo inteiro!

Pobres, não sabemos o que fazemos!

Glória ao Rei por todos os séculos sem fim!


Tua serva